Encontre nossa clínica mais próxima de você:

Câncer de Mama

O que é

O câncer de mama é uma doença que surge devido à multiplicação de maneira desordenada de várias células anormais da mama, formando um tumor com significativas probabilidades de invadir outros órgãos. 

Existem alguns tipos de câncer de mama. Alguns apresentam desenvolvimento acelerado, já outros crescem lentamente. A maior parte dos casos de câncer de mama, quando tratados de maneira adequada e, principalmente, em tempo oportuno, devido ao rápido diagnóstico, apresentam bom prognóstico.

Como prevenir:

Muitos estudos indicam que cerca de 30% dos casos de câncer de mama apresentam chances de serem evitados, através da adoção de hábitos saudáveis, tais como:

• Praticar atividade física regularmente;

• Manter uma alimentação saudável e balanceada;

• E evitar uso de hormônios produzidos de maneira sintética, como o anticoncepcional e, também, terapias que visam a reposição hormonal.

Sinais e sintomas:

A maior parte dos casos de câncer de mama pode ser percebida, inicialmente, através dos seguintes sinais e sintomas:

• Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é considerado a principal manifestação da doença. Geralmente, o nódulo está presente em cerca de aproximadamente 90% dos casos de quando o câncer é percebido pela própria mulher;

• Pele da mama relativamente avermelhada e retraída;

• Alterações no mamilo (bico do peito);

• Nódulos nas axilas ou no pescoço;

• Saída espontânea de líquido anormal através dos mamilos.

Tratamento:

No caso do câncer de mama, o tratamento irá depender da fase em que a doença se encontra (estadiamento) e, também, do tipo de tumor. Os tratamentos podem incluir cirurgia, sessões de radioterapia e/ou quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica (terapia alvo).

De maneira geral, quando o câncer de mama é diagnosticado no início, o tratamento apresenta potencial curativo significativo. No entanto, se o paciente apresentar um caso no qual a doença já possua metástases (quando o câncer se espalha para outros órgãos), o tratamento busca apenas prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida

Médicos Responsáveis

  • Dr. João Guilherme Ruiz Leite - CREMESP:176.656 - Oncologia Clínica; Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina - Unifesp, SP.  Residência em Clínica Médica Escola Paulista Medicina - Unifesp.  Residência em Oncologia pelo ICESP. Estágio em Oncologia pelo Instituto Português de Oncologia do Porto - Portugal.
  • Dr. Fabiano Costa - CREMESP: 172.174 Oncologia Clínica l Núcleo de Tumores de Pulmão e Cabeça e Pescoço Graduação em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais.   Residência em Oncologia Clínica na Santa Casa de Belo Horizonte - MG. Oncologista no ICESP – FMUSP, SP.  Professor assistente do curso Principle and Practice of Clinical Research,  Harvard University.
  • Dra. Ana Carolina Ribeiro Chaves de Gouvêa - CREMESP: 125.762 - Oncologia Clínica e Oncogenética l Núcleo de Câncer de Mama e Tumores Ginecológicos; Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Marília - SP; Residência em Clinica Medica no Hospital Santa Marcelina - SP; Residência em Oncologia Clínica no ICESP – FMUSP, SP; Especialização em Oncogenética pelo City Of Hope Cancer Center, com Observership pelo DFCI – Harvard Medical School.
  • Dra. Alice Nayane Rosa Morais - CREMESP: 171.888 - Oncologia Clínica l Núcleo de Tumores SNC, Sarcomas e Melanomas; Graduação em Medicina pela Universidade Federal do Piauí. Residência em Clinica Medica na Escola Paulista de Medicina – UNIFESP, SP. Residência em Oncologia Clínica no ICESP – FMUSP, SP. Observership na Unidade de Sarcomas do The Royal Marsden Hospital.